Na hora de escolher o filhote

Quando vamos adquirir um filhote, seja ele de pastor alemão ou não, devemos nos atentar a algumas regras básicas para a escolha de um bom animal.  Caso você tenha disponibilidade de tempo para aguardar uma ninhada que irá nascer, ao invés de comprar um animal a “pronta entrega”, opte pela primeira opção, fazendo a reserva de um filhote. Isso faz com que você possa observar a ninhada toda, caso você tenha direito a primeira escolha, tendo um parâmetro melhor para escolher os animais que estão a sua disposição.

Ao chegar ao canil para a escolha do filhote, observe a atitude de cada animal. Normalmente temos animais mais agitados e outros mais calmos. Procure fazer barulhos e movimentos mais rápidos para visualizar a reação de cada animal. Filhotes que apresentam receio ao movimento podem apresentar um comportamento mais calmo quando adultos.

Preste atenção também ao desenvolvimento físico dos animais e possíveis alterações que possam chamar a atenção. Visualizar a dentição do filhote também é interessante para evitar futuros problemas de mordida irregular ou problemas de ausência de dentes. 

Os pastores alemães têm uma morfologia característica, quanto a posição de garupa e linha superior.  Essas características podem ser visualizadas a partir dos 45 dias de vida do filhote. Para tanto, quando o filhote for comprado com a intenção de participar de exposições, devemos ser cautelosos na escolha, para que possamos reunir suas principais características em um mesmo cão.

Esses animais com potencial para exposição, devem reunir uma série de atributos da raça pastor alemão em um só animal. O animal deve ter seu instinto aguçado quando for necessário e, ao mesmo tempo, ser um cão calmo e que possa ser tocado por outras pessoas, sem que o mesmo invista sobre o indivíduo. Deve apresentar também suas características morfológicas muito boas, seguindo o padrão ideal da raça, além de outros atributos.

O filhote ideal varia para qual fim o proprietário deseja adquirir o animal. Se por exemplo, você deseja ter um pastor alemão apenas para sua companhia, sem função de guarda, trabalho ou exposição, o filhote ideal pode não ser o mais agitado da ninhada.

Nos casos onde o animal exercerá a função de guarda e proteção de uma pessoa ou de um território, o ideal é que este seja um cão com instinto um pouco mais aguçado e que isso seja trabalho ao longo de seu crescimento para melhorar-lo e educa-lo, a fim de ser um animal controlado pelo proprietário.

Cães de trabalho, que desempenham, por exemplo, funções de faro ou resgate, devem cães muito ativos, porém que não precisem ser adestrados para guarda.  O cão de trabalho encara a sua função como uma diversão, estando sempre estimulado a fazer aquela atitude através de brincadeiras e presentes pelo trabalho bem desenvolvido.

Tire suas dúvidas sobre cães entrando em contato conosco através do nosso e-mail, na seção “Fale Conosco” ou deixando suas dúvidas no nosso Fórum. Teremos o maior prazer em responder as suas questões.